#Produtividade

Como ter uma gestão integrada e eficiente com a unificação em processos corporativos

15/fev/2017 1:00:00 por Equipe fluig

06_gestaopessoas_710x400.jpg

Para compreender uma linguagem complexa e gerenciamento de dados de uma empresa é exigido muito tempo e alto investimento. Com tanta técnologia à disposição, é necessário compreender o que de fato se adequa ao negócio suprindo à demandas de todas as areas da empresa de forma integrada.

O Gartner, consultoria líder global em pesquisa de tecnologia da informação, apresentou o resultado de uma pesquisa que aponta a modernização, atualização e substituição de sistemas legados como a quarta tecnologia prioritária por CIOs de todo o mundo.

Dos entrevistados, 75% consideram a evolução ou modernização de sistemas por meio de processos automatizados como a principal estratégia para a integração de softwares já instalados e a adoção de novas tecnologias para integrar sistemas na empresa e geri-los de forma eficiente.

Sistemas legados são sistemas já estáveis, estão personalizados às necessidades das empresas, mas são softwares que já não têm a melhor performance e, muitas vezes, são:

  • Incompatíveis com outros softwares e aplicações que a empresa utiliza;
  • Não garantem a confiabilidade e disponibilidade das informações;
  • Demandam grande capacidade de processamento;
  • Têm altos custos de manutenção;
  • Não se integram a novas soluções.

Ainda assim, muitas organizações resistem em integrar e atualizar sistemas. Há uma estimativa de que no Brasil, em 2009, existiam mais de um bilhão de linhas de código de sistemas legados desatualizados, distribuídas em milhares de empresas privadas e órgãos públicos, nas mais diferentes plataformas, falando diferentes linguagens.

Como integrar sistemas na empresa

Integrar softwares e sistemas na empresa é uma tarefa complexa exatamente pela diversidade de plataformas, das diversas linguagens, dados armazenados em diversos lugares e tipos de arquivos, incompatíveis com sistemas mais modernos, com informações desatualizadas e uma série de outros desafios. Os principais entraves, que alegam os CIOs, são custo, tempo e os riscos associados.

Além disso, exige altos investimentos e é um processo longo, demorado e necessário para uma gestão integrada eficiente das empresas, que precisam modernizar seus sistemas para se manterem competitivas e atenderem às necessidades do negócio em si e do mercado. Essas atualizações precisam implementar grandes mudanças que afetam partes de sistemas que podem ser vitais ao negócio.

cios discutem transformacao digital

Um dos caminhos para a integração

Mas há no mercado tecnologias alternativas que simplificam e promovem uma gestão mais eficiente destes sistemas com a integração de novos softwares, preservando os investimentos em sistemas já realizados, mantendo a disponibilidade dos dados, as funcionalidades, interfaces e os processos do negócio.

O modelo Enterprise Unified Process (EUP) de unificação em processos corporativos é uma dessas tecnologias. Em linhas gerais, o EUP pode ser definido como o desenvolvimento de software do ponto de vista da empresa. O processo incorpora todo o ciclo de vida de TI e acrescenta soluções, chamadas de disciplinas, para responder às necessidades de toda a empresa e dos vários sistemas que serão integrados, atualizados ou substituídos.

O EUP ajuda a construir uma arquitetura comum e gerencia ativos de TI como um portfólio, promove melhorias nas operações e na gestão da empresa. Como é um modelo de integração de software desenvolvido para uso interno, depois da implantação precisa de suporte e atualização constantes. O EUP acrescenta à fase de Produção e Operações e Suporte a obsolescência dos sistemas que, de tempos em tempos, precisam ser subsistidos. A fase de aposentadoria leva em consideração a complexidade de cada substituição.

O modelo EUP abandona a mentalidade de aplicações desenvolvidas independentes e sozinhas, sem pensar em interação, integração de software ou reutilização, e cria uma mentalidade de arquitetura corporativa, iniciando um programa de reutilização estratégica para que as aplicações aprendam a funcionar como parte de um todo maior, ao invés, de aplicativos autônomos. O EUP melhora os processos de software ao implantar um novo processo de ciclo de vida desenvolvido para reutilização.

Com base nas necessidades prioritárias da empresa e do negócio, é possível adotar o EUP em partes, começando com as questões de maior prioridade.

Como qualquer outro esforço complexo, o EUP deve ser gerenciado adequadamente. Isso significa planejar, comunicar, gerenciar pessoas e recursos, etc. Outra vantagem é que o EUP é um projeto, não um processo, isto é, fornece a estrutura para decidir quais partes serão implementadas e como fazer isso.

As partes ou disciplinas são:

  • Operações e Suporte;
  • Modelagem de Negócios Corporativos;
  • Gerenciamento de Portfólio;
  • Enterprise Architecture;
  • Reutilização Estratégica;
  • Gestão de Pessoas;
  • Administração de Empresa;
  • Melhoria de Processo de Software.

As melhores práticas e estratégias para adotar o EUP são:

  • Avaliar a situação e priorizar as alterações que precisam ser feitas;
  • Adotar uma abordagem evolutiva;
  • A cada fase, validar e provar na prática;
  • Treinar e orientar as pessoas;
  • Tratar como um projeto.

Existem muitas partes interessadas em um projeto de adoção de software dentro de uma empresa, geralmente, envolvem a Gerência Sênior, Gerentes de Projeto, Representantes Empresariais, Arquitetos de Sistemas, Desenvolvedores, Testadores, Área de Qualidade, Operações, Equipe de Suporte e outras.

Com as necessidades e critérios de sucesso definidas é hora de avaliar a organização para determinar se está pronta para a adotar o EUP. Também é importante avaliar os riscos e listá-los logo no início.

Não esqueça de se perguntar: o que pode acontecer que impactaria negativamente o projeto? Respondendo a essa questão, é possível antecipar os riscos e se prevenir para seguir com o projeto de adoção do EUP, considerado o melhor processo de TI disponível no momento.


Quer saber mais sobre integração de sistemas legados? Baixe grátis o e-book:

 cios discutem transformacao digital

Equipe fluig

Equipe fluig

Fique ligado e acompanhe o nosso blog.