#Produtividade

Comunicação empresarial: como atingir todos os colaboradores?

30/ago/2017 12:01:48 por Renata Fiore

Colaboradores envolvidos no processo de comunicação.png

Nunca se disse tanto e se ouviu tão pouco. E é nesse hiato que existem as grandes oportunidades para a comunicação empresarial.

Poderíamos escrever um texto dando o passo a passo de como fazer o diagnóstico interno, organizar um plano e inserir ferramentas para “ter uma gestão da comunicação eficaz” (E se você quiser, comente aqui embaixo que a gente posta esse passo a passo).

Claro, essas são etapas importantes na construção da comunicação estratégica e sustentável, mas antes disso é preciso entender o que está nas entrelinhas, o que não é falado formalmente.

Quer saber como estruturar a comunicação empresarial para atingir todos os colaboradores da sua empresa? Então ouça o que eles têm a dizer!  

 

Esse ouvir vai muito além da pesquisa de clima, das reuniões de feedback com o gestor ou da caixinha de sugestões. O que é falado nos corredores, nos grupos de WhatsApp e nos cafés é tão importante quanto e, em algumas empresas, essa informalidade é mais forte e tem mais relevância do que o comunicado interno que “enche” a caixa de entrada do e-mail e, muitas vezes, não é lido.

Adotamos como premissa, aqui, que comunicação é baseada em relacionamentos. Você já experimentou circular pela empresa, pela operação, conversar com os funcionários, escutar o que está sendo dito? Se ouvir o que está acontecendo e transformar essas informações em comunicação eficaz fizer parte do seu dia a dia você terá um ganho exponencial na gestão da comunicação empresarial. Mas esse é só o primeiro passo.

Para te ajudar nessa jornada, listamos outras dicas práticas que podem fazer toda a diferença na hora de estruturar a comunicação da sua empresa. Veja!

 

1. Entenda quem são seus públicos

Isso é muito básico? Nem sempre. Além das análises demográficas internas – idade, sexo, níveis hierárquicos, grau de escolaridade, tempo de serviço na empresa –conhecer profundamente o público com quem se interage, suas necessidades e anseios em relação ao dia a dia do negócio é fundamental para tornar a comunicação direcionada e assertiva e, mais tarde, contribuirá para a manutenção e sustentação de relacionamentos duradouros.

 

2. Você sabe o que impacta positiva e negativamente a comunicação da sua empresa?

Comunicação é só a ponta de um grande Iceberg. Se olharmos mais profundamente encontramos a cultura corporativa, modelo de gestão, marca, estratégia, processos, serviços internos, fluxos de informações, canais e infraestrutura. Esses pontos fazem parte de um ecossistema que deve ser bem analisado antes de estruturar a comunicação da sua empresa, afinal eles têm impacto positivo e, não incomum,  negativo sobre ela. 

 

3. Ajuste os fluxos de informação

A análise do ecossistema de comunicação traz à tona gaps importantes relacionados ao fluxo de informações e conhecimento dentro das empresas. Eles alimentam os processos, sustentam as atividades das organizações e são fundamentais para que as pessoas atuem com mais eficiência. E o que isso tem a ver com comunicação? TUDO!

Na prática, quando os fluxos não são planejados, as informações importantes para o dia a dia podem não chegar ou chegar no tempo errado, gerando desconforto nos relacionamentos e retrabalho, em alguns casos.

Criar processos para que cada departamento ou agente dentro da empresa, independente do nível hierárquico, pense a comunicação como parte da criação e produção dos seus serviços internos é fundamental para evitar ruídos, que consequentemente evita a comunicação informal, as reclamações nos grupos de Whatsapp, nos corredores e cafés.

4. Tenha canais para cada tipo de público

Num momento em que ser digital é status “quo” é muito fácil pensar em lançar uma intranet e aplicações mobile para que a comunicação da empresa seja eficaz. Pode ser que sim, se seus colaboradores estiverem 100% conectados. O ponto aqui é a combinação de vários canais de comunicação – tanto digitais como offline – para atingir as necessidades e anseios dos públicos que você identificou.

Pode ser que você tenha pessoas dentro de uma sede administrativa que estão conectados à internet e serão fortemente impactados por um portal de comunicação. Os vendedores, que geralmente estão em trabalho externo, podem receber as comunicações por um aplicativo e operadores de máquinas nas fábricas podem precisar da comunicação direta – via gestor – ou de uma TV corporativa.

 

5. Adeque a mensagem para cada perfil de colaborador

A mensagem certa, no contexto certo e na linguagem adaptada para cada departamento ou nível de gestão é a chave para uma comunicação eficaz. Então, preste atenção na construção das mensagens para evitar que elas sejam muito técnicas, superficiais ou sem clareza. O raciocínio aqui é simples: “toda a empresa entende o que foi comunicado?”.

 

 E-book grátis Transformação Digital do RH - cases de sucesso

Renata Fiore

Renata Fiore

Consultora especialista em Comunicação Empresarial, graduada em Comunicação Social e pós graduada em Comunicação Corporativa pela Universidade Metodista de São Paulo. Estudou Gestão de Pessoas e Estratégia na Fundação Getulio Vargas e Gamificação na Universidade da Pennsylvania. Possui mais de 13 anos de experiência no setor. Nos últimos dez anos tem se dedicado a Comunicação Corporativa e Marketing, implantando processos de Transformação Empresarial e Estratégias de Comunicação em companhias como Pandurata Alimentos - Detentora das marcas Bauducco e Visconti, Engeform, Linx S.A. e Grupo Agecom. Tem experiência no gerenciamento de comunicação institucional em fusões, aquisições e abertura de capital, relacionamento com a imprensa, planos de mídia, redes sociais, comunicação interna e endomarketing.