#Institucional

Conquistas do fluig no ano de 2017

21/dez/2017 10:36:31 por Diego Dias

Nuvem de palavras fluig.png

O ano de 2017 para o fluig foi um grande marco!
Com base nas mudanças do mercado global e as tendências do Gartner, vimos a necessidade de nos reinventar com o principal objetivo de melhorar a experiência dos nossos clientes.
Para isso neste ano trabalhamos 4 pilares do fluig, veja abaixo um pouco mais sobre cada um deles.

Modelo de desenvolvimento

O primeiro pilar que o fluig trabalhou foi o de estrutura organizacional, onde fizemos modificações decisivas em nosso time de produto, a equipe que cria, atualiza e atende os clientes da plataforma. Notamos - ao analisar o mercado e grandes startups de sucesso como o Spotify - que precisávamos especializar nossos participantes por recursos da plataforma.

Nosso modelo anterior existia uma divisão de responsabilidades por times, essa segmentava os profissionais em “Manutenção”, “Inovação”, “Atendimento” e “Documentação”. Entretanto, nesse formato, cada pessoa tinha que ser generalista, e não era comum termos perfis que conhecessem em profundidade um determinado card.

Entendendo a forma como outras empresas desenvolvem plataforma e baseando-se na metodologia ágil, identificamos a oportunidade de criar times especialistas aplicando assim o modelo de SQUADs. Neste modelo, dividimos nossos times por cards da plataforma, garantindo que todos os itens necessários a uma determinada frente fossem unificados, dando assim maior senso de pertencimento e motivação para os times.

Para potencializar o trabalho de produto e melhorarmos o relacionamento com os nossos clientes, criamos também um time vertical de Customer Success focado em realizar o onboarding e o ongoing dos clientes estratégicos do fluig.

Estrutura fluig.png

Figura: Estrutura organizacional em 2017

Aprimoramento da plataforma

O pilar de aprimoramento da plataforma fluig foi um dos fatores mais importantes para nós esse ano, e que continuamos percorrendo esta jornada.

Neste ano, focamos em desenvolver recursos que fossem cada vez mais voltados para o modelo PaaS - platform as a service. Dessa forma o time de produto se empenhou em disponibilizar recursos “low code” que permitem nossos clientes adequarem melhor a plataforma fluig a realidade da sua empresa, focando em reduzir o volume de investimento necessário para criar novas soluções dentro da plataforma.

Além disso, melhoramos a plataforma em diversos aspectos:

- Desempenho: reestruturação da arquitetura proporcionando mais estabilidade, segurança e rapidez;
- Interatividade: desenvolvermos recursos para melhorar a comunicação e conectividade dos usuários;
- Usabilidade: com o nosso time de UX aprimoramos a interface da plataforma para tornar o visual mais leve e atrativo. Isso resultou em menos cliques que foram percebidos pelos usuários da plataforma;
- Conhecimento: trabalhamos fortemente para que a nossa documentação estivesse a mais atualizada e completa possível.

Sucesso do cliente

Continuamos nossa busca pela revolução da experiência dos nossos clientes, e paralelamente, buscamos remodelar os processos já existentes, e criar novos procedimentos, visando sempre entender a jornada completa de nossos clientes em cada um dos cenários.

A primeira jornada que reconstruímos, foi a de atendimento, onde buscamos adaptar a metodologia para trabalhar de forma mais especialista, o que trouxe uma maior eficiência na entrega do resultado ao cliente.

Trabalhamos o fit dos clientes, com o objetivo de qualificar nossos leads que tivessem o perfil ideal para a utilização da plataforma, pois percebemos que a plataforma tem maior valor percebido de cliente que buscavam criar soluções específicas focadas em seu negócio investindo em criar elas dentro da plataforma, ao invés de vendas em clientes onde se procurava uma solução pronta. Esse direcionamento mudou nossa comunicação e nosso relacionamento com os desenvolvedores da plataforma, o principal ativo para criar soluções de transformação digital nas empresas.

Em conjunto, criamos o processo de onboarding - ou seja, o período em que o cliente está implantando a plataforma e construindo a solução própria para o seu negócio. Portanto, identificamos todos os passos do cliente desde a assinatura do contrato e passamos a acompanhar essa trajetória, com o propósito de orquestrar todos os envolvidos - TOTVS, unidades, franquias e clientes - na entrega das expectativas existentes quanto à ferramenta.

Por fim, mapeamos o processo que chamamos de ongoing. Nesse percurso, a intenção é acompanhar os clientes depois que eles já possuem itens em produção, engajando os usuários e garantindo a expansão do uso do fluig.

Capacitação do ecossistema fluig

Não podíamos fazer todas essas ações sem pensar em investir na capacitação do ecossistema fluig.

O primeiro passo para o fluig trabalhar esse pilar foi a criação de um portal exclusivo para treinamentos online, o fluig Academy. Por meio do portal foi possível capacitar clientes, parceiros, unidades e até mesmo o time interno do fluig, tudo independente da distância.

Além disso, entregamos para nossos usuários ferramentas que apoiam ainda mais nosso ecossistema no dia a dia com a plataforma fluig. Neste ano lançamos o Portal do Conhecimento reforçando a estratégia de conhecimento para todos os públicos.

Para engajar o público de desenvolvedores, nossa força para criação de novas soluções desenvolvidas sobre a plataforma, lançamos o Github fluig, o fluig Forum e investimos em webinars técnicos para tornar nosso time mais capacitado e consequentemente melhorarmos as entregas, um efeito cascata de conhecimento.

E para fechar o ciclo de conhecimento, foram remodeladas as certificações do fluig, garantindo a proficiência daqueles profissionais especialistas sobre a plataforma por perfil de atuação.

confira 2017.png

Como puderam perceber, este foi um ano de muitas conquistas para a plataforma e 2018 não será diferente!

Diego Dias

Diego Dias

Gestor da plataforma fluig, e também responsável por liderar a operação do Gooddata, Analytics da TOTVS.