#Institucional , #Transformacao Digital , #Produto , #Produtividade

O prédio de funcionalidades fluig

12/nov/2013 19:10:11 por Equipe fluig

funcionalidades-fluig.jpg

O fluig é uma plataforma sete em um. Ou seja, no fluig estão contidos sete produtos com diferentes características que, em sua individualidade, podem resolver diversos tipos de dores no dia a dia de grandes empresas.

O mais interessante é que, contextualizados em uma única plataforma, esses sete cards – como chamamos – podem fazer muito mais sentido do que separados. Isso porque, as funcionalidades unidas se completam em diferentes frentes, trazendo uma série de novas possibilidades e contribuindo severamente para o aumento da produtividade da companhia.

Para exemplificar melhor o benefício dessa integração 7 em 1, podemos usar um prédio de sete andares de uma empresa. Para facilitar, vamos usar o elevador.

 

elevador-fluig

 

1º andar – Identity
Saindo do elevador, damos de cara com o andar da identificação. É aqui que fica o Identity, que permite que os usuários acessem com um único login qualquer sistema que a empresa utiliza. Além disso, com ele também é possível dar acesso a todos os sistemas que o usuário irá utilizar e, com a mesma facilidade, tirar esse acesso quando ele não precisar mais.

Um item bem particular deste andar é o Identity Graph, ferramenta que faz uma ampla busca com diversos filtros permitindo um maior conhecimento de todos os usuários cadastrados.

Legal, agora que o usuário está com a permissão necessária e fez o login, qual é o próximo passo? Vamos para o segundo andar!

 

2º andar – BPM/ECM
Chegando no segundo andar, conseguimos ver como funciona as engrenagens da empresa, pois encontramos seus processos de negócio e documentos. Os processos estão estruturados e automatizados, todos modelados em BPMN 2.0. Os gargalos foram eliminados, pois quando existe algum atraso de operação, os responsáveis recebem alertas na mesma hora.

Na parte de documentos, todos passam por aprovações. Além disso, têm um histórico de versionamentos e, com a ferramenta de busca, é muito fácil de achar qualquer um.

Tudo está andando bem, mas como melhorar ainda mais a operação?

 

3º andar – ESB
É aí que subimos para o terceiro andar. Aqui ocorre a integração de todos esses processos e identidades dos primeiros andares com os outros sistemas externos que a empresa utiliza. Os dados dos workflows interagem diretamente com os sistemas, o que permite maior controle e automatização dos processos.

Além disso, é ótimo poder centralizar os aplicativos que a empresa utiliza com monitoramento em uma única plataforma.

Até agora vimos que a parte operacional já está funcionando bem. Hora de subir mais um andar para ver o que mais este prédio de funcionalidades tem a oferecer.

 

4º andar – Analytics
O quarto andar é feito, principalmente, para os tomadores de decisão. Isso porque é o andar do Analytics, onde estão todos os indicadores de uso da plataforma, além dos dados de processos, documentos e interações.

Neste andar, é possível gerar com facilidade dashboards e gráficos dos números extraídos para facilitar ainda mais identificação de possíveis gargalos. Próximo andar!

 

5º andar – Mall
Chegamos no andar dos componentes. Aqui é onde encontramos o Ecossistema de itens que podem ser acoplados à plataforma fluig.

O andar inteiro funciona como uma loja, a fluig Store, que, basicamente, provém workflows e componentes baseados nas melhores práticas do mercado, afinal, foram desenvolvidas por quem já tem experiência no assunto. Além disso, ela possibilita que outras empresas e desenvolvedores parceiros publiquem seus próprios itens, formando assim um ecossistema completo de componentes para a plataforma fluig.

É hora de subir mais um andar, estamos chegando ao final.

 

6º andar – Social
No sexto andar, juntamos tudo o que vimos nos andares anteriores e adicionamos as possibilidades de apoiar, compartilhar, comentar e discutir. Ou seja, juntamos tudo o que era operacional e adicionamos a colaboração, visando dar mais agilidade e produtividade para a resolução dos negócios.

O interessante é que, quando todas as ferramentas de uma empresa estão centralizadas em um só lugar, fica fácil dividi-las por comunidades de contexto, simplificando o acesso dos usuários às ferramentas que têm necessidade.

Estamos chegando ao fim do tour, vamos ao último andar do prédio.

 

7º andar – WCM
Chegando no último andar. Aqui temos o WCM, que possibilita uma personalização completa de toda a plataforma conforme as necessidades da empresa que adquiriu a solução.

As widgets e a interface são inteiras customizáveis. Com o WCM também é possível que a empresa crie portais corporativos, intranets e extranets, tudo de maneira simplificada.

 

Com isso, chegamos ao fim do tour no “Prédio fluig”, aonde mostramos como todos os benefícios da plataforma podem ser muito melhor aproveitados de forma integrada.

Se individualmente cada uma dessas funcionalidades já resolvem dores variadas nas empresas, quando aliadas em uma plataforma central podem fazer combinações poderosas e possibilitar uma série de diversas de novas funções.

Resumindo, um 7 em 1 que possibilita eficiência operacional trazendo mais produtividade.  Sonho de qualquer empresa, não é mesmo?

 

Vitor Zanirato
Analista de Marketing
vitor.zanirato@fluig.com

Equipe fluig

Equipe fluig

Fique ligado e acompanhe o nosso blog.